ENTREVISTA EXCLUSIVA

Beranger: um artista em franca evolução na cena carioca

Entrevista exclusiva com Beranger, o arroz-de-festa dos line ups cariocas

Beranger na praia de Copacabana. Foto: Marcella Alexim (2019, Tudobeats)

Figura carimbada das festas underground da cena eletrônica carioca, Beranger tem adquirido seu espaço ano após ano também em outros estados e line ups. Este final de semana, por exemplo, Beranger estréia no evento da respeitada gravadora alemã Get Physical Music, COCADA Tour. House Music e Techno com pitadas de Acid e Electro, assim Beranger descreve o seu som que bomba também nas festas de rua – que já tomaram conta do Rio. O TUDOBEATS buscou conhecer melhor o trabalho e o artista nesta entrevista exclusiva, com fotos de Marcella Alexim, final de tarde na praia de Copacabana. Dê um play e boa leitura!

.

Beranger, obrigado por esta entrevista. Vamos direto ao ponto, que tal? Nessa vida de DJ underground, [ ainda dá para dizer isso? ] o que você sente que mais você curte, que mais te faz querer ser DJ todo dia?

B: Obrigado Tudobeats! Sem dúvida uma é o reconhecimento que o público tem do meu trabalho que realizo com muitas e muitas horas de pesquisa, de estudo e dedicação. Outra é poder dividir o palco com aqueles caras sensacionais que eu sempre curti tipo o DJ Marky, D-Nox & Beckers, Pornbugs, James Zabiela, Andreas Henneberg, Manuel De La Mare, Boris Brejcha, e mostrar meu som.

TUDOBEATS: Onde que o pessoal começou a curtir o teu som de verdade?

B: A base foi conquistada através de projetos e trabalhos realizados na Fosfobox e demais clubs undergrounds do Rio de Janeiro. É importante ressaltar todo meu agradecimento aos DJs que sempre me apoiam, os produtores locais, é todo uma vivência juntos.



TUDOBEATS: Você tem uma relação forte com um dos núcleos que tem acreditado na cena carioca e está presente a muitos anos, a Me Gusta. Comente, por gentileza essa relação… Você ia nas festas antes de tocar? Como que era?

B: Primeiro eu comecei a ir na festa por causa de um amigo meu, depois pelos artistas que a Me Gusta trazia na época, do público alternativo onde todo mundo se respeitava, se ajudava e se falava na noitada já em 2012. Querendo colaborar então vendi ingressos – e vendia bem! (rs) – e fui cada vez ficando mais envolvido com a festa até que o Depz, sabendo que eu tocava me chamou pra tocar numa festa, depois em outra e outra.. Hoje sou residente, o que impactou sem dúvidas na minha carreira por ser uma das festas referência no Rio de Janeiro. Muitas portas se abriram, muitos convites surgiram para tocar em putras festas conhecidas tanto de São Paulo quando do Rio mesmo.



TUDOBEATS: : Comente com a gente o processo construtivo do teu set.

B: A cada convite para me apresentar eu tento desenvolver algo que misture o que eu estou tocando com o perfil daquele público, do horário enfim… A pesquisa das músicas… selecionar as melhores, “peneirar” as que eu acho que combinam mais com o conceito e com a proposta do que eu quero apresentar para aquele set, montar o set list, pensar na ordem, qual combina com qual… Mas na hora o fundamental é a mixagem bem feita hein! (rs)


TUDOBEATS: Você já discoteca a um tempo e fica aquele pergunta em relação ao artista de antes e do depois… Mudou algo? Se sim, o que mudou no Beranger de hoje?

B: Eu busco sempre aprender então tem que haver evolução e aprendizado, espero ter evoluído nesse tempo… No mais… ainda bate aquele frio na barriga de subir no palco mas conforme os anos foram passando a gente acaba ficando mais seguro e ao mesmo tempo confiante de que está conectado numa vibe boa com o público levando tracks novas e também resgatando as clássicas e que marcaram a galera “das antigas”. Meu foco está nas técnicas de mixagem.






TUDOBEATS: As pessoas tem curiosidade de ouvir os artsitsas que os artistas ouvem, então, comente alguns artistas, estilos que você admira, por exmplo.

B: House, disco, deep house, deep-tech com Acid e Electro até chegar no techno. Minhas principais influências são: Anthony Rother, Pornbugs, Andhim, Super-Flu, Reinier Zonneveld, Miss Kittin, The Hacker, Cajmere, Green Velvet, L_cio, Zopelar, Cashu, Nina Kraviz, Bebetta, Lovebirds, Hot Natured, &Me, Adam Port, Uncloak, Paranoid London, Ellie Ka, Janeret só para citar alguns. Em relação às festas que frequento e admiro destaco a Manga Rosa dos queridos amigos Érica Alves, João Pinaud, Pedro Piu e Gustavo Tatá que tem um conceito musical muito bacana e foi uma honra participar de uma edição da festa e também gravar um podcast exclusivo que saiu pela Manga Radio no ano passado. 


TUDOBEATS: De que forma Beranger vê a cena do Rio hoje?

B: Uma cena em constante crescimento, novos núcleos aparecendo, artistas que antes vinham para o Brasil e se apresentavam apenas pelos estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina estão vindo com mais frequência ao Rio de Janeiro. Mas é uma cena que ainda tem muito a crescer, tem potencial mas precisa ser organizada e mais unida. 

TUDOBEATS: Você tem colaborado tanto na produção musical quanto na produção de eventos, conta mais sobre isso!

B: Sim, novas colaborações em 2019, inclusive já tem uma track quase pronta com o T_Pazos. Ao todo serão três as quais lançaremos num EP ainda este ano. Mais informações em breve!

Além disso produzo atualmente a festa Meltdown – Derretimentos Sonoros com dois djs amigos que admiro demais o DJ/Produtor Herbert Cohn e a DJ Márcia Vieira .



TUDOBEATS: : Resultado dessa evolução com certeza é esse convite para tocar na festa da compilação COCADA, da Get Physical Music, com Roland Leesker, Leo Janeiro, Flow& Zeo, enfim… Conta mais!

B: A cada festa bacana como essa, fico mais confiante. O convite para integrar o line up da Cocada Tour veio do casal Flow & Zeo e eu fiquei muito feliz, é óbvio. Sei que eles estão sempre de olho na cena, já havia tocado em duas festas deles no Fosfobox e ambas foram incríveis. A primeira foi inesquecível por ser minha estréia no Club dividindo line up com gigantes como D-Nox & Beckers e Nytron. A compilação COCADA reúne diversos artistas brasileiros de destaque e vai ser um festão com certeza.

-x-

O evento COCADA acontece no próxima dia 13 de abril, no Orla 21 Club, que fica na Av. Almirante Silvio de Noronhatal, 365 no centro do RIo de Janeiro e começa as 14h. Além de Beranger tocam Bruce Leroys, Flow & Zeo, Leo Janeiro, Roland Leesker (Alemanha), Trepanado (Selvagem).

-x-

Image may contain: text

” Escolhemos as músicas e artistas que gostamos, divulgamos os projetos em que acreditamos. “

” A cultura eletrônica e o mundo do entretenimento vistos através de artigos, matérias e entrevistas com artistas, produtores e diversos profissionais chave do Brasil e do Mundo.

TUDOBEATS é uma marca da NZPR

Relações Públicas para a Indústria do Entretenimento



As mais lidas

To Top