REVIEW

Review: Time Warp estreia no Brasil

Inesquecível estréia de Time Warp no Brasil é marcada por experiências em meio à excelência musical

 

A imagem pode conter: céu, nuvem, multidão e atividades ao ar livre

@ Time Warp Brasil 2019

Foram cerca de 4 meses de ansiedade desde o inesperado anúncio de que as terras tupiniquins seriam palco de uma edição de um dos maiores festivais de música eletrônica do mundo. E finalmente, nos dias 02 e 03 de novembro o Time Warp desembarcou no Brasil, em parceria com a produtora Entourage.

Havia muita curiosidade sobre como se sucederia o evento mas como era de se esperar, foi comprovada a indiscutível qualidade musical do festival alemão e também a existência de um forte público brasileiro da cultura Techno underground. Sem arrependimentos, as centenas de quilômetros viajados por mim e pelas milhares de pessoas vindas de todas regiões brasileiras, e também de muitos países sul-americanos, certamente valeram a pena, colecionando momentos inesquecíveis.

 

Image may contain: one or more people, night and crowd

@ Time Warp Brasil

O Sambódromo do Anhembi, em São Paulo, acolheu a festa em uma área delimitada ao que o público exigia de espaço. Bem antes das 18 horas da sexta-feira, start das apresentações, já formavam-se filas em frente aos portões de acesso. O palco do samba se tornava o palco do Techno.

Na entrada todos foram recebidos por dezenas de cartazes com os rostos e nomes dos grandes artistas que se apresentariam em sequencias de tirar o fôlego, o que aumentou ainda mais a expectativa e aproximava cada um dos seus favoritos. As pistas posicionadas bastante próximas, mas em harmonia, com bares, praça de alimentação e banheiros de fácil acesso, permitiram com tranquilidade o deslocamento, apesar das pistas lotadas pelo grandioso público, que se dividia entre os espaços e palcos para prestigiar o máximo possível das experiências.

Logo após a portaria, a estrutura de ferro e containers com iluminação em LED deu as boas vindas no estilo visual underground, apresentando de cara o Outdoor Stage, onde o clima era dançante e melódico, envolvendo o público no House e Disco music.

 

Kölsh @Time Warp Brasil 2018

O destaque de apresentação mais aguardada e marcante certamente vai para o dinamarquês Kölsh, que despertou um amanhecer lindíssimo e surreal, com clássicos e hits emocionantes, como Gray e Loreley, finalizando no domingo.

Por ali também passaram e colocaram a pista para dançar com classe, grandes artistas como Bartn, Derrick Carter e The Martinez Brothers. Também me surpreenderam e encantaram as apresentações do produtor brasileiro Gui Boratto (que quase não me deixou assistir Sven Väth, rsrs) e das maravilhosas Aninha e Bárbara Boeing.

Image may contain: one or more people

@Time Warp Brasil 2018

E por falar em mulheres, elas dominaram a cena. Para mim os nomes mais aguardados da Time Warp Brasil foram os das rainhas do Techno, Amelie Lens, em sua estreia em solo brasileiro, e Nina Kraviz. O que elas proporcionaram na pista foi, em resumo, “pancadaria de altíssimo nível”, com charme encantador e destruidor.

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo

Amelie Lens @ Time Warp Brasil

Mais introspectivo, de som reto, acid e pesado, transmitido num soundsystem poderosíssimo, o palco Cave 2.0 transportou uma multidão para uma caverna de sensações sonoras e visuais. A tenda coberta, com uma estrutura luminosa vinda diretamente da Alemanha, emocionou o público ao vibrar e dançar em sincronia com a música.

 

Image may contain: crowd

@Time Warp Brasil 2018

Os brasileiros representaram muito bem no stage dos grandiosos nomes. L_cio é o meu favorito, que, como sempre, com criatividade musical de excelência e muita emoção, mostrou porque tem lugar merecedor e de reconhecimento internacional.

Image may contain: 1 person

ANNA @ Time Warp Brasil 2018

E entre as rainhas, claro, temos a nossa. Mesmo após alterações da programação devido à chuva e fortes ventos que atingiram São Paulo no sábado, o que atrasou o start do evento, ANNA foi fortemente elogiada por seu set, confirmando sua representatividade no cenário da música eletrônica. Para completar, Papa Sven abriu sua apresentação com uma track da artista brasileira. Correspondendo às expectativas, Sven Väth conduziu a pista magicamente de perfeição no vinil.

Image may contain: one or more people and crowd

Sven Väth @Time Warp Brasil 2018

O Stage Cave 2.0 também foi conduzido pelos reverenciáveis Joseph Capriati, Maceo Plex e o italiano Ilario Alicante, que concluiu a sequência de nível elevado de intensidade no domingo, com destaque para o momento inesquecível em que extraiu urros de êxtase ao entregar Your Mind de Adam Beyer e Bart Skils para apreciação da pista.

A imagem pode conter: 1 pessoa

@ Time Warp Brasil 2018

Quando o som encerrou a vibração no sambódromo, a certeza e sensação era de uma aula presenciada com sucesso. Uma estreia memorável da Time Warp no Brasil, destacando o prezar pela qualidade musical, mas, com pontos que deverão ser qualificados para trazer uma experiência ainda mais grandiosa em 2019, quando o festival completará 25 anos.

 

” Escolhemos as músicas e artistas que gostamos, divulgamos os projetos em que acreditamos. “

” A cultura eletrônica e o mundo do entretenimento vistos através de artigos, matérias e entrevistas com artistas, produtores e diversos profissionais chave do Brasil e do Mundo.

TUDOBEATS é uma marca da NZPR.

.

Relações Públicas para a Indústria do Entretenimento

 

 

 



As mais lidas

To Top
Page generated in 1,192 seconds. Stats plugin by www.blog.ca