ESPECIAL

Dixon na Rio Me sábado, dia 2 de Dezembro. Confira playlist exclusiva e perfil completo do line up

Com cinco anos de história, a Rio Me é conhecida como a queridinha do Rio de Janeiro. São momentos memoráveis, artistas de alto calibre nacional e internacional e este sábado, dia 02 de Dezembro de 2017, reserva um momento especial: a apresentação inédita do alemão Dixon.

.

Image may contain: 1 person, outdoor and water

Dixon / Divulgação

.

Eleito melhor DJ do mundo nos últimos quatro anos pelo site Resident Advisor, o artista é um verdadeiro presente ao público carioca assim como todo o line up que expressa muito do que há de mais interessante na música eletrônica do Brasil em mais de doze horas de música. Do Rio de Janeiro vem o Disctrict 21 – revelação da Feeling Agency – a residente Nana Torres, que dispensa apresentações e retorna ao palco da RIO ME após um momento especialíssimo em sua vida – afinal tornou-se mãe! – e o duo formado por Lennox Hortale e Pedro Poyart, o Mumbaata, “produtores revelação do Prêmio Rio Music Conference” deste ano.

.

.

De São Paulo vem L_cio, o instrumentista, Produtor, que é peça central da cultura eletrônica de São Paulo – e do Brasil – residente dos projetos urbanos inovadores MAMBA NEGRA e Carlos Capslock, e Zopelar, que integra o coletivo ODD, ao lado de Davis e acaba de lançar o selo In Their Feelings. Seus trabalho tem, sem dúvida, um grande impacto. Grande impacto, aliás, também tem Victor Ruiz que está, cada vez mais, presente nos line ups dos grandes clubs brasileiros e internacionais. “Mas, esse não é nem de longe o fato que mais o destaca. Após construir uma carreira sólida Victor foi capaz de evoluir junto com seu público e hoje é uma das referências do techno produzido no Brasil para o exterior”, como citado pelo Alataj.

A festa acontece sábado dia 2 de dezembro de 2017 no Centro de Convenções SulAmérica – que conta com ar condicionado e estacionamento próprio – na Av. Paulo de Frontin, número 1, na Cidade Nova, Rio de Janeiro. Para ingressos e informações acesse o evento oficial do facebook.

Serviço:

Rio ME : Dixon

Data: 2 de Dezembro de 2017 – Sábado 18h
Line up: Dixon (ALE), Victor Ruiz, L_cio Live, Zopelar, Nana Torres, Mumbaata e District 21
Local: Centro de Convenções Sul América – Av. Paulo de Frontin, 1 – Rio de Janeiro – RJ
Informações: Evento Oficial do Facebook
Ingressos: Bilheteria Digital

 

 

Conheça o perfil de cada artista que se apresenta neste sábado na Rio ME!

.

Image may contain: 4 people, crowd

.

DIXON

Como pode ser que um DJ sem mega hits em seu nome, que tende a se afastar das tendências convencionais, raramente dá entrevistas e não lançou um CD comercial sequer, pode encontrar-se no topo de rankings como o do Resident Advisor por quatro anos seguidos? Para chegar à raiz dessa questão, precisamos voltar para o início da sua carreira e o tempo onde formou-se este artista e perguntar o que um DJ precisa para ser bom de verdade.

Quando Dixon entrou no circuito do clubs de Berlim, no início dos anos 90, ele fez seu nome com a força de sua discotecagem. Naquela época, tudo era diferente, não existia internet. A relação do público com o artista nascia, crescia e evoluía dentro dos clubs. Se um cara tinha um mix bom o suficiente de músicas, ele atraía as pessoas para os clubs. E elas voltavam, noite após noite. Ser DJ residente significava tocar no mesmo clube todas as semanas e quem ia nos clubs em determinada noite escolhia porque tinham certeza de que o DJ residente ia tocar aquela linha de som que fez na semana passada e faria nas próximas semanas.

Nesse contexto, tornar-se um bom DJ significa “nada mais nada menos que” fazer as pessoas dançarem a noite toda, por várias noites, de forma muito regular. Segurar a multidão por horas na pista é o que faz de Dixon um Top DJ, não esse ou aquele ranking.

Há muito o que se falar sobre o chefe do selo Innervisions. Dixon e Innervisions compartilham uma série de valores reconhecíveis: uma ênfase na seleção rigorosa, atenção aos detalhes e qualidade duradoura. Mas também uma preferência pela emoção. O que será que ele reserva para sábado na Rio Me?

.

DISTRICT 21 / rio me / TUDOBEATS

DISTRICT 21 / Divulgação

 

DISTRICT 21

A combinação de duas mentes dinâmicas e ouvidos apurados deu origem ao District 21. O duo formado por Pedro Campos e Vitor Paes, surgiu com a proposta de levar para as pistas sets com uma seleção musical extremamente arrojada. Pesquisadores incansáveis, a dupla possui ampla influência da House Music e utiliza-se da singular energia do estilo para executar intensas apresentações permeadas de groove.

Já no mês de lançamento do District 21, a dupla tornou-se vencedora do DJ Contest promovido pela Privilège – Búzios, o que refletiu em uma incrível ascensão para o projeto, aumentando progressivamente sua base de fãs.

.

Image may contain: 3 people, people on stage and concert

L_cio / Divulgação

.

L_CIO

Combinar sensibilidade e potência é o detalhe que distingue aquilo que é apenas belo do que é realmente sublime na criação artística. Laercio Schwantes aka L_cio, como músico instrumentista, doce flautista e habilidoso capoeirista consegue chegar a esta síntese de forma excepcional, sendo um dos mais fascinantes expoentes da eletrônica nacional. Singular como um autor completo, compondo e produzindo todas as suas viagens musicais. E que viagens!

Jornadas que percorrem o instigante contraste da sua complexidade rítmico-melódica com a simplicidade de seu ser. Ele é celebrado pelos ouvintes mais exigentes e adorado pelas pistas mais ferventes, sendo simples entender como ele se destaca em festivais como Dekmantel São Paulo, Rock in Rio, DGTL e Mysteryland, além figurar com constância nas cabines de instituições germânicas como Sisyphos, Salon Zu Wilden Renate, Robert Johnson.

Os encantos de sua música o impulsionaram por diversos locais e o levaram pela Europa afora, chegando a países como França, Malta e Lituânia, assim como também o ajudaram a transformar profundamente a cena independente que o nutriu e desbravar a cidade que o criou. Em sua nativa São Paulo, L_cio é peça central da cena local, conhecido apoiador da cultura de rua, residente de organizações urbanas inovadoras como Mamba Negra e Capslock, promotor da igualdade e do acesso universal aos bens culturais… Enfim, incansável não apenas na criação e produção musical, mas na sua disseminação e promoção dos melhores valores que ela encerra.

E é por tais fatores, entre tantos outros, que é impossível não se encantar quando acompanhamos uma carreira tão solidamente promissora quanto a dele, em que a evolução artística e o desenvolvimento estão tão intimamente entrelaçados. Ou melhor ainda, fazer parte dela.

.

.

MUMBAATA

Duo formado por Lennox Hortale e Pedro Poyart, o Mumbaata tornou-se rapidamente um dos projetos mais bem vistos na dance music do Brasil. Boa parte do conceito é um cruzamento de música para pista com influências que vão desde as culturas africana e brasileira até gêneros incomuns para o eletrônico, como o Jazz.

Lançaram pelos os selos D-Edge, Re:Sound, Not For Us e mais. Cada lançamento demonstra a criatividade e riqueza de conhecimento e experiência da dupla. Nas apresentações, sequenciam ao vivo suas produções manipulando sintetizadores e bateria eletrônica. A dupla foi eleita como produtores revelação pelo Prêmio Rio Music Conference 2017.

.

Image may contain: 2 people

Nana Torres / Divulgação

.

NANA TORRES

Nana Torres, vencedora do prêmio DJ Revelação do Rio Music Conference 2013 e melhor DJ Mulher do Dj Sound Awards 2016 faz jus aos prêmios, se apresentou nos 4 cantos do país, além de 6 países da Europa ( Espanha, Alemanha, França, Dublin e Portugal) e uma apresentação histórica no festival Burning Man.

Com releases em importantes gravadoras e presente nos charts de grandes nomes como Kolombo, Amine Edge & Dance , DJ T , Justin Martin , entre outros.

Sempre arrancando suspiros e transparecendo em suas apresentações um ponto de vista único sobre a dance music, com grooves fortes, atmosfera profunda, dançantes e hipnotizantes !

.

Image may contain: 1 person

Victor Ruiz / Divulgação

.

VICTOR RUIZ

Poucos artistas na história da música brasileira conseguiram tamanha admiração quanto o DJ e produtor Victor Ruiz. Mas, esse não é nem de longe o fato que mais o destaca. Após construir uma carreira sólida em um estilo de som de apelo mais popular, Victor foi capaz de evoluir junto com seu público e hoje é uma das referências do techno produzido no Brasil para o exterior. Seu som é difundido muito bem em pistas do exterior e, atualmente, também em solo nacional.

Parcerias com D-Nox, remixes para nomes como dubfire e Monkey Safari, e uma importante mudança de agência são pontos que podem ser colocados como um ponto de virada na carreira do produtor, que hoje concilia em sua agenda gigs nos principais clubs do país, muitas horas de produção no estúdio e turnês disputadas no exterior – essas cada vez mais frequentes. (portal Alataj)

.

Image may contain: night

Zopelar / Divulgação

.

ZOPELAR

Alquimia pura, é o que faz Pedro Zopelar por detrás de seu maquinário, gerando movimento e emoção na pista. Ainda que sua música seja conduzida por correntes de energia pulsante, ela também desliza através de camadas de belos sons, carregando-nos irresistivelmente em seu interior. Isto lhe granjeou uma reputação como profícuo remixer e produtor entre seus pares e o público mais amplo, já que sua habilidade de conjurar cativantes momentos musicais é o fruto de mãos educadas e ouvidos treinados que mostram sua destreza e sensibilidade quando ele compõe e sintetiza os elementos mais básicos de suas criações. Uma abordagem que o colocou lado a lado de outros artesãos que compartilham de sua visão e lhe deu o crescente apoio de aficionados por música, assim como ajudou a formar a próspera aliança com Davis, agora coroada com seu próprio selo, In Their Feelings, um refúgio para o tipo de música que amam e amam fazer. Esforços que se desprendem de uma vontade incansável de criar e o levaram pelo mundo afora, de Tóquio por ocasião da Red Bull Music Academy ao palco de festivais como Sónar, Dekmantel e DGTL passando por algumas da melhores pistas do Brasil, assim como à frente da vanguarda noturna de São Paulo como um dos artistas que energizam o coletivo ODD. Desnecessário dizer que ele apenas está começando e não há como saber onde irá chegar.

 



As mais lidas

To Top